sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Bailando ao Vento ...

Reposição de Post de 16.06.2005




Hoje, olhando para esta imagem, já há algum tempo feita,

e pensando num texto para lhe associar, veio-me à memória este poema....

dos meus tempos de menina e moça .... e que cheguei a declamar em recitais do liceu ...

nunca mais me recordara dele,

mas estava guardado num cantinho da minha memória....


O vento

O vento é bom bailador
Baila, baila e assobia
Baila, baila e rodopia
E tudo baila em redor

E diz às flores, bailando:
- Bailai comigo, bailai!
E elas curvadas, arfando,
Começam débeis, bailando,
E as suas folhas, tombando,
Uma se esfolha, outra cai.

E o vento as deixa bailando,
- E lá vai!


E diz às ondas que rolam:

-Bailai comigo, bailai!


E as ondas no ar se empolam,

em seus braços nus o enrolam,

e batalham,e seus cabelos se espalham nas mãos do vento,

flutuando,e o vento as deixa, abalando,

-e lá vai!..."

(Afonso Lopes Vieira)


Beijinhos e um


bom fim-de-semana, para cada um de vós.


Isabel

21 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Aqui na Piacaba venta sempre e muito. Vento sul, ou noroeste! Para os surfistas e velejadores o Paraíso, mas vento sempre, e forte enlouquece!

Bjs e um bom dia!

wind disse...

Belos trabalho e poema:)
Beijos

Paula Raposo disse...

Magnífico post!! Ainda bem que repuseste a imagem, porque na altura ainda eu não andava por aqui. Só comecei em Agosto de 2005...muitos beijos de bom fim de semana e obrigada por te lembrares sempre de mim!

rascunhos disse...

Belo trabalho e adapatação de palavras.

Bom fim de semana

rascunhos disse...

adaptação (em cima)sorry...

Amaral disse...

Isabel
Mais um belo momento pictórico-poético-musical.
Bomfim-de-semana
Bjo

Marco Ferreira disse...

Foi uma boa lembrança, acompanha bem a imagem~.

Bom fim de semana.

marinheiroaguadoce a navegar

Dimitri disse...

Isabel...
Cheguei ao seu blog através do blog "mulheres de preto". Eu sou brasileiro.
Me impresisonei com a sua arte, meus parabens, você é muito talentosa! Pretendo voltar mais vezes ao seu blog e o linkar ao meu blog.
Eu também gosto de mexer com editoração de imagens, eu uso o Corel Photo Paint, mas não me comparo a você, você é muito boa no que que faz.
Caso interesse, no meu blog tem algumas imagens que eu trabalhei, eu adoro acrescentar rosas vermelhas, "asas de anja" e brilhos em fotos preto e branco. Tudo o que tiver rosa vermelha e "asa de anja" foi colocado por mim. Sua visita ao meu blog seria uma honra para mim. Mais uam vez parabêns pelo sue blog e pelo seu trabalho com as imagens.

Dimitri disse...

Isabel, comentei seu blog, mas não aparaceu o end do meu blog, então o escrevo agora. Seria uma honra para mim sia visita, caso a interesse.

Blog: www.dimitri_antoniovich.blogger.com.br
e-mail: antonioantoniovich@hotmail.com

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amiga, belo trabalho de imagem, belo poema.
Beijos

Odele Souza disse...

Imagem belíssima. Gosto muito desta imagem Isabel. Lembra, liberdade,leveza, felicidade. Linda!.

Um beijo e bom fim de semana.

guiga disse...

Hoje é o segundo blog em que alguém recorda os seus tempos de criança. Há sempre a saudade, não é?
Beijinhos e bom fim-de-semana! *.*

Raul disse...

Um poema lindo para declamar do nosso Afonso Lopes Vieira.Declamadores precisam-se à altura do poema. Onde andam os Villarets de hoje que não dão vida aos poemas? Será que o actual sistema politico pelo qual somos regidos,matou os nossos poetas e os nosso declamadores? Ou será o cinzentismo em nossas vidas que não vê escape no nosso País.
Queres declamar este poema como o fazias no liceu? Acredito em ti e aqui fica um desafio para um post sonoro.Gostava de ouvir a tua voz e iria adorar, e acredita tenho a carteza de que não seria só eu.
A tua imagem está com uma graciosidade incrivel.A mim transmite-me a sensação de liberdade com que sonho mas que infelizmente não tenho.
Hoje estou extremamente sensivel a tudo o que me rodeia e a toda a expressão de arte.Estou a ouvir musica para crianças e neste momento a Carolina oim oh ai...segue-se a história da carochinha e do João Ratão.Não é a musica que precisava neste momento, mais foi-me imposta por quem manda cá em casa.Fiquei de castigo no meu quarto enquanto o Vilão (de dois aninhos) que me castigou foi para o outro lado da casa brincar com qualquer coisa.Tenho de ir deitar uma olhada ao danadinho.Enquanto estou com ele sou criança de novo,e não digam que não pode haver velhice feliz com o sorriso de uma criança a quem amamos. Bjs

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Isabel
Os Poemas são sempre bem vindos.
Eles nos falam das coisas que fazem parte de nossas vidas, porém numa linguagem de sonho, não de realidade!
O Poema é uma fantasia das coisas que nos acontecem no mundo real, mas que gostaríamos de vê-las no mundo dos sonhos, em que tudo é perfeito, não existe a incerteza, apenas a certeza de que tudo termina em harmonia.

Já estás em meu blog, Isabel
Abraço

Daniele disse...

Querida Isabel, fiquei tão feliz com o teu comentário no meu blog, existem pessoas que marcam a nossa vida e tu é uma delas, agora que estou alterando o layout, pude inserir o feed, já coloquei o seu blog no google reader, para ver as atualizações e comentar sobre suas magníficas imagens, conjugadas aos textos tocantes.

Excelente fim de semana para ti e para os teus,

Beijos meus,

Baby disse...

Imagem linda e sugestiva que amei, pois tudo que me lembra a dan;a me emociona e encanta. O poema faz uma parceria perfeita...
Desejo-te um bom fim de semana.Ca no Sul, vamos ter temporal, alias ja estamos a te-lo...
Beijinhos.

anamarta disse...

Mais uma composição belíssima, é realmente um prazer visitar este espaço!
Bom fim de semana
beijos

Alexandre disse...

O teu post dançante tem tantos motivos de interesse! A imagem está fascinante e o poema que escolheste do Padre António Vieira encaixa-se perfeitamente naquilo que os olhos vêem!

Muitos beijinhos, Isabel!

margusta disse...

Isabel Querida!
Venho deixar-te um beijinho enormeeeeeeee!..Obrigada pela tua presença sempre lá nos meus momentos, apesar desta minha inércia para blogar ...

As tuas imagens são sempre Fabulosas!!!.. E o poema que recordo tb acenta que nem uma luva na imagem!
Beijinhos querida!

Mocho-Real disse...

E o vento tudo leva e tudo traz.

Bom fim-de-semana

Abraço.
Jorge G.

Pepe Luigi disse...

Muito bem adaptado este teu magnífico trabalho com a oportuna inclusão do poema "Vento" de António Lopes Vieira, o mais dotado poeta do lirismo português.
Fica bem e um Bom Fim de Semana.

Um beijinho
Pepe