sexta-feira, julho 18, 2008

Brincando ...


Assumindo a criança que somos

Nós Podemos :


Nos primeiros passos de cada situação cair
e levantar até aprender a ficar de pé.

Podemos manifestar nossa vontade

sem receio de sermos criticados.

Podemos rir e falar espontaneamente

sem medo de julgamentos.

Podemos chorar sem sentir vergonha.

Podemos fazer, por imitação,

o que fazem aqueles que sabem mais.

Podemos acreditar em amigos invisíveis:

os nossos anjos de guarda.

Podemos girar de braços abertos

para sentir a energia e o prazer da Vida.

Podemos falar com plantas e bichinhos

sem a preocupação de parecermos loucos.

Podemos ouvir as mais belas histórias e delas tirar sabedoria.

Podemos ser nós mesmos com a liberdade de gostar ou não gostar.


E podemos o mais importante :

Dentro da Vida Brincar!
Silvia Schmidt

*Humancat*

Tenham um óptimo fim de semana.

Beijinhos,

Isabel

20 comentários:

Paula Raposo disse...

Por isso eu digo que deve existir sempre, dentro de nós, a criança que fomos e soubemos ser. É bom que exista...bonito post, Isabel. Um óptimo fim de semana. Beijinhos.

wind disse...

Excolheste um magnífico poema para o belo trabalho que fizeste. Parabéns:)
Beijos

bisturi disse...

Com se diz " ao borracho e à criança mete Deus a mão por baixo..."
Esperava ver aqui um ar mais a condizer com a época...brisa do mar ...etc Mas vale na mesma...
Bom fim de semana

Amaral disse...

Isabel
Gostei deste poema em especial do verso "Dentro da vida brincar". Viva as crianças!
Bom fim-de-semana
Bjo

aDesenhar disse...

:-)
adorável o teu trabalho.

bom fim de semana Isabel

bjs

peciscas disse...

Nesse sentido, qualquer um de nós nos desdenharia voltar a ser criança.
Bom fim de semana para ti também.

Águas da Vida disse...

Ola querida amiga.
O post de hoje demonstra a engenuidade e a ternura das crianças, parabéns.
Passa no meu blog eu estou indicando seu blog para receber um premio.
Bom final de semana.
Big Kiss

Saramar disse...

Sim, podemos sempre imitar as crianças, exercitar o lado criança que, felizmente, conseguimos manter...

Maravilhoso texto, verdadeira lição.
Obrigada.

beijos

Fatyly disse...

Eu jamais deixei de ser criança.

O poema é fabuloso e o teu trabalho ainda mais.

O miúdo com os pensos higiénicos, fez-me lembrar a minha filha mais velha, com os seus 5/6 anitos, gastou uma caixa de pensos rápidos, que na minha terra chamavam-se "curitas" e quando me apareceu até nos cabelos tinha.
Criança sossegada...quase sempre está a fazer asneira:)

Bom fim de semana*****

Eduardo P.L. disse...

Bom fim de semana, também!

Bjs

Miguel disse...

Se levarmos a vida como criança, ela torna-se mais alegre ...!

Um BOM FDS!
Bjks da M&M & Cª!

Basilio Muhate disse...

lindo....inocente, infantil e racional...parabens pela escolha !!

Mar Arável disse...

As crianças não páram no tempo

mesmo quando são crescidas

bjs

Zé do Cão disse...

A miudagem faz parte da nossa alegria.
Quem nunca reparou nos olhos duma criança, junto à barraca das farturas
à espera de receber uma.... , não sabe sentir a satisfação de também ter sido criança.
Um bj.

Isto vem a propósito de nessa terra ser época das festas de Arrábida.
Estou certo....

Zé Povinho disse...

Bem precisamos de alguma alegria e de olhar para as crianças através dos seus olhos.
Abraço do Zé

São disse...

Viva a Criança!
Bem hajas!

tulipa disse...

Olá Isabel

Temos andado por caminhos opostos, nem sempre nos temos encontrado.
Hoje convido-te para uma surpresa.

Sabes quem faz anos hoje?
Sim, hoje dia 20.
Um amigo comum, se quiseres poderás ver a homenagem que lhe faço. Ele merece, é um querido.

Beijos,
bom domingo.

disse...

Belo poema..um ótimo fim de domingo e começo de semana

Graciela disse...

hola Isabel!!! no nos debe faltar dentro de nuestra alma, el espíritu del niño o niña que fuimos. Preciosas palabras y la ilustración como nos tienes acostumbrados bellísima.
Cuánto siento la muerte de Naomí, ohhh cariño tienes que buscarte otra gran amiga!!!
Beijos, abrazos, hace mucho tiempo que no vengo a tu casa!!!

Maria Augusta disse...

Precisamos crescer guardando um pouco da criança que fomos dentro de nós.
O poema e a imagem estão lindos.
Um beijo e uma boa semana para você.