segunda-feira, julho 07, 2008

A Arte de Ver.

A arte de ver
Das coisas visíveis e invisíveis

Certa vez perguntaram ao escultor Michelangelo como fazia para criar obras tão magníficas. “É muito simples”, respondeu Michelangelo. “Quando olho um bloco de mármore, vejo a escultura dentro. Tudo que tenho que fazer é retirar as aparas”. No fundo, a vida é a arte de ver além das aparências. A obra de arte de nossa existência está, muitas vezes, coberta por anos de medos, culpas, indecisões. Mas se nós decidirmos tirar estas aparas, se não duvidamos de nossa capacidade, seremos capazes de levar adiante a missão que nos foi destinada.
(Reflexão de Paulo Coelho)
Tenham uma boa semana.
Beijos,
Isabel

19 comentários:

Paula Raposo disse...

Mais um belo trabalho teu acompanhado de uma interessante reflexão! Beijos de boa semana.

João Videira Santos disse...

resposta "engenhosa" dum artista...génio!

Fatyly disse...

Fazes um magnífico trabalho para reflexões geniais.

Eu quando leio esta reflexão resumo numa só frase: há que pegar pelos cornos cada "bloco problemático" e resolver.

ADOREI:)

Boa semana para ti também**

Amaral disse...

Isabel
Interessantes a foto e o texto. Por acaso já conhecia esta história e é bem verdade. Ao que acrescento o nosso provérbio "quem o feio ama, bonito lhe parece".
Boa semana
Bjinho

wind disse...

Paulo é capaz de ter razão e a fface que fizeste está muito bem de uma pensadora:)
Beijos

São disse...

Bom post, mais uma vez!
Amiga, feliz semana.

guiga disse...

Adorei a citação!
Beijos *.*

Odele Souza disse...

Apesar de não apreciar os livros de Paulo Coelho, esta frase está mesmo muito interessante.
A arte de ver pode ser aplicada a várias situações: Quantas vezes as pessoas olham mas não conseguem ver uma árvore deslumbrantemente florida à sua frente.Um pôr de sol, também não são todas as pessoas que conseguem ver. O movimento das ondas do mar... E mesmo o outro (a)diante de si, há pessoas que não conseguem ver.

Beijo querida e boa semana.

peciscas disse...

Também não sou particularmente apreciador do Paulo Coelho, mas, neste caso, concordo com o que diz.
Esta é uma outra forma de dizer que um artista, quando o é, consegue sempre "ver mais além".
Posso dizer que, tu Isabel, consegues retirar as tais "aparas" e fazer de uma imagem em que, muitas vezes nem reparávamos, uma obra de arte.
Uma boa semana para ti.

Mar Arável disse...

Arte de olhar mas também

de intervir

as aparas não cairam do céu

Maria Augusta disse...

Isto é o que aprecio nos artistas, conseguir enxergar além das aparências. Se cada um pudesse se tornar um artista de sua própria vida...
Linda a imagem, belíssimo trabalho.
Um grande beijo.

Águas da Vida disse...

Lindo post, muitas vezes a felicidade esta escondidas dentro de nós, magnifico!
Um excelente inicio de semana.
Big Kiss

Lumife disse...

Mas é preciso "ter" olhos e não ver só as aparas...

Boa semana.


Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Isabel
Linda a imagem e bela a reflexão.Porém para que retiremos as aparas e consigamos ver a obra é necessário que os nossos olhos não percam a autenticidade.
Beijos

Miguel disse...

Simples ...
Mais simples não poderia ser ...!

Bjks da M&M & Cª!

Jorge P.G disse...

Olha, eu nem gosto muito do Paulo Coelho, confesso-te, mas acho que esta relexão é impecável. Penso exactamente o mesmo.

Bom boneco!

Um abraço e bom resto de semana.

Jorge P.G.

Ana Oliveira disse...

"O essencial é invisivel aos olhos" não é?
Ainda bem que há quem "veja" e saiba mostrar aos outros o que há por detrás de cada bloco que os nossos olhos não sabem desbastar.
Beijos
Ana

aDesenhar disse...

retirei tudo o que havia para retirar
e
o
resultado foi igual ao teu...

excelente.

:-)

bjs

Um Poema disse...

...
Não conhecia esta reflexão de Paulo Coelho, mas concordo totalmente com ele.

Um abraço