terça-feira, abril 24, 2007

Uma Casa ...

Foi no domingo passado que passei

à casa onde vivia a Mariquinhas,

mas 'stá tudo tão mudado

que não vi em nenhum lado

as tais janelas que tinham tabuinhas.

Do rés-do-chão ao telhado

não vi nada, nada, nada

que pudesse recordar-me a Mariquinhas,

e há um vidro pregado e azulado

onde havia as tabuinhas.

Entrei e onde era a sala agora está

à secretária um sujeito que é lingrinhas,

mas não vi colchas com barra

nem viola, nem guitarra,

nem espreitadelas furtivas das vizinhas.

O tempo cravou a garra

na alma daquela casa

onde às vezes petiscávamos sardinhas

quando em noites de guitarra e de farra

estava alegre a Mariquinhas.

As janelas tão garridas que ficavam

com cortinados de chita às pintinhas

perderam de todo a graça

porque é hoje uma vidraça

com cercadura de lata às voltinhas.

E lá pra dentro quem passa

hoje é pra ir aos penhores

entregar ao usurário umas coisinhas,

pois chega a esta desgraça toda a graça

da casa da Mariquinhas.

Pra terem feito da casa o que fizeram

melhor fora que a mandassem pras alminhas,

pois ser casa de penhores

o que foi viveiro d'amores

é idéia que não cabe cá nas minhas

Recordaçoes do calor

e das saudades. O gosto

que eu vou procurar esquecer numas ginginhas,

pois dar de beber à dor é o melhor,

já dizia a Mariquinhas.---

"Vou Dar de Beber à Dor",

letra e música de Alberto Janes, intérprete Amália Rodrigues.

A todos vós, dedico esta imagem, desejando-vos um dia feliz.

Beijos,

Isabel

És contra a violência dos animais?

Então vota no selo que se encontra na barra lateral.

Obrigada

59 comentários:

olga disse...

Bom recordar Amália!

Beijinhos e bom 25 de Abril!
Viva a liberdade!

*.*

Marco Ferreira disse...

Bom feriado.

marinheiroaguadoce a navegar

Isabel-F. disse...

Olga,
...rsss... qual liberdade? experimenta posicionares-te contra para ver o que te acontece...

Marco,
Obrigada.

Bjs a ambos

Meg disse...

Caríssima Isabel,
Já estava impossível mesmo, não vir aqui...
E devo isso ao Eduardo! (o do Varal, claro)

O que eu não contava era que me prenderia , que eu ficasse cativa de si e de sua criação, há tanto tempo que aqui estou.

Que artista soberba que é!

Já agora, não posso passar um dia sem vir.
Analisar? Nem pensar, o Belo, como dizia um filósofo é aconceptual.
E outro dizia que é o que gostamos ou não o que fala mais de nós mesmos

Esplêndida! Autêntica maravilha.
Um grande beijinho
meg.
P.S Tem piada: conheço Portugal, e sei um poucochinho de Angola.
Mas nunca soube mais atentamente , mais largamente de Moçambique.
É a hora, pois não?
Mais beijos
Meg

:-)

Isabel-F. disse...

Meg,

Olá e bem vinda aqui ao meu sitio.
Obrigada pelas tuas lindas palavras que me deixaram bem feliz.

Volta sempre.
a casa é tua
a porta está aberta


beijinhos

Manel do Montado disse...

Amália...
Embora a tenha sempre preferido ouvir cantar Pedro Homemde Melo.
Quanto ao grafismo, o que dizer da excelencia constante do que crias?
Boa semana, bom feriado e bom resto de semana outra vez.
bj

Isabel-F. disse...

Manel,

Obrigada ...
pela visita...
pelas tuas palavras ...


Beijinhos

Águas da Vida disse...

Mariquinhas? Para nos brasileiras fica dificil entender o que é Mariquinhas, desculpe minha ignorancia.
Mas mesmo assim achei interessante o texto.
Uma linda terça-feira para ti querida amiga.
Big Kiss

Águas da Vida disse...

Pelos comentarios que li se trata da grande cantora Amalia Rodrigues?
Big Kiss

Cristina disse...

Obrigada!
Logo uma casa americana
:)
beijinhu para ti Isabel

Isabel-F. disse...

Querida Amiga,

Mariquinhas aqui neste texto é simplesmente um nome ... quem canta a música é Amália Rodrigues.

Enviei-te um mail com explicação mais pormenorizada.

Beijinhos

Isabel-F. disse...

Cristina,

Poderá não ser uma cas americana ...

beijinhos

Vera disse...

Querida Isabel, quanto à imagem, está belíssima. É soberbo o que fazes com imagens! Andei a ver várias e gosto de todas, estão feitas com um bom gosto incrível e são todas belíssimas.
Gostei de recordar a canção, que me pôs aqui a cantarolar!
Ah! E claro que já votei!

Beijinhos

Isabel-F. disse...

Vera,

Obrigada uma vez mais.

Fico feliz por te ver aqui novamente.

Beijinhos para ti

Sulista disse...

Gosto muito de AMália!
O meu fado preferido dela é o
Barco Negro :-)
São loucaaaaaaas...eheheheheh!!


Beijinho de bom Feriado
:-)

peciscas disse...

Quando estive em Timor , tive a oportunidade única de entrevistar a Amália para o jornal militar que eu dirigia na altura.
Entre outras coisas, perguntei-lhe por que é que incluia no seu repertório, autores tão diversos como Manuel Alegre e David Mourão-Ferreira por um lado e Alberto Janes, por outro.
E ela respondeu algo como "o Alberto Janes é como a papoila vermelha no campo de trigo".
Para significar que tanto apreciava os textos poéticos mais profundos, como as letras ligeirinhas e divertidas como é o caso da Casa da Mariquinhas.
Bom 25 de Abril, qualquer que seja a forma como encares este dia!

poetaeusou disse...

*
entregar ao usurário umas coisinhas,
*
actualissimo
*
abç
*

Espectro #999 disse...

Olá Isabel...
As saudades não são exclusivamente vossas......
mas o que se há-de fazer.....

Desta feita, estou aqui para relançar o blog da filha de uma colega minha.

O endereço é:

http://botara.blogspot.com

Vai dar uma espreitadela e passa (principalmente) às tuas amigas.

Beijocas.

Amaral disse...

Isabel
Não sei porquê não me consegui concentrar muito bem na casa.
Bom feriado
Bjo

Mocho Falante disse...

Ahhhh a bela Amália que saudades

Feliz 25 Abril minha querida

Um Poema disse...

Obrigado por trazeres Amália. A imagem... não sei o que te dizer além de GOSTO!

Um abraço

Odele Souza disse...

Isabel,
Lembra um pouco uma ilusão da visão, mas certamente, uma bela ilusão.Um beijo.

Águas da Vida disse...

Uma excelente quarta-feira para ti.
Big Kiss

Reflexos da Alma disse...

Amália Sempre!!
Um Bom Dia da Liberdade!
Beijinhos Querida

Isabel-F. disse...

Sulista,

O meu também ... e tb gosto muito de Mãe Negra.

Bjs

Isabel-F. disse...

Peciscas,

Obrigada.
Bem interessante esta tua experiência com a Amália .... outra música levezinha que me veio agora à memória é a dos Caracóis ... nem sei bem se é assim que se chama.
Bjs

Isabel-F. disse...

Poeta,

... como sempre tens toda a razão.

Bj

Isabel-F. disse...

Espectro,

Que bom te ver e que saudades ...
quando reactivas um dos teus Blogues???

Vou de certeza ver o Blog da tua amiga.

Bjs

Isabel-F. disse...

Amaral,

rsssssssss.....


Beijinhos

Isabel-F. disse...

Mocho,

Obrigada.
Qtº à Amália acho que todos gostamos dela.

Bjs

Isabel-F. disse...

Vitor,

Sempre elogioso e carinhoso. Obrigada. Fico feliz.

Beijinhos

Isabel-F. disse...

Odele,

Sem dúvida querida amiga.

Beijinhos

Isabel-F. disse...

Amanda,

Obrigada ... hoje por aqui é feriado ....

dia em que se celebra a revolução do 25 de Abril.

Beijos

Isabel-F. disse...

Luis,

Um bom dia da Liberdade tb para ti...

Bjs

Alvaro Gonçalves disse...

Oi meu anjo,

Foi bom ouvir esta bela melodia e como fundo, a tua pintura, bela harmonia.
Obrigado amiga.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz.
Bjokas mil e xi - corações.

antónio paiva disse...

..............

belo!



Beijinhos e bom feriado

jpg - o sineiro disse...

Só reparei nos sapatos! Ai! Lindos!
Nas pernas? nem reparei!...

VIVA A LIBERDADE!

hilda disse...

Amália e Portugal, para mim são sinônimos... a letra da canção, expressiva, a imagem... como todas tuas criações, bela!

Beijocas

Isabel-F. disse...

Álvaro,

Sempre terno.
Obrigada.

Bjs

Isabel-F. disse...

António,
Obrigada;

Jorge,
rsss... eu entendo, tb gosto muito de sapatos, tenho uma colecção enorm deles;

Bjs a ambos

Isabel-F. disse...

Hilda,

Acho que Amália será sempre um símbolo de Portugal.

Beijinhos para ti

Baby disse...

Dar de beber à dor... A dor da saudade...
Um beijo amigo.

Isabel-F. disse...

Baby,

Sem dúvida que a saudade dói ...

beijinhos

sonhadora disse...

Em Abril, cravos mil.
Beijinhos embrulhados em abraços

Jotabê disse...

Casa?! Qual Casa?! Ah a casa ali ao lado, ok!

:)

Beijoca

- Grande Amália -

Pepe Luigi disse...

É sempre bom recordar AMÁLIA. Conforta-me particularmente.

Quanto ao assunto de imagens és um Lente na matéria. Prodigioso trabalho!

Um beijinho
do Pepe.

leituras disse...

Amália, a grande Amália... e uma ilustração excelente.

Boa semana

Kalinka disse...

Olá Isabel
Belas as tuas obras, como sempre.

E, hoje digo que há outras formas de relembrar o 25 de Abril:

Ano de 2001 - 25 de Abril
Neste ano e neste dia, eu estava «presa» por outra razão... presa ao Amor/Paixão.
E, divagando, aqui te ofereço estas palavras:
Hoje queria,
Encher-te de rosas cor de pêssego,
Queria acordar-te
Com uma flor pelo corpo,
Queria hoje...
Hoje queria amar-te muito,
Queria hoje,
Porque...
O quero todos os dias.

Beijos e abraços.

Isabel-F. disse...

Sonhadora,
Obrigada;

Jotabê,
... sempre brincalhão;

Pepe,
Fico feliz;

Leituras,
Quem será que não aprecia Amália?

Kalinka,
Pelos vistos esse amor continua por aí;

Bjs a todos

Águas da Vida disse...

Passadinha para desejar uma excelente quinta-feira.
Big Kiss

Laurentina disse...

OI,
VOLTEI ÁS LIDES...
BEIJÃO GRANDE

Isabel-F. disse...

Oi Amanda,

Obrigada. Beijos

Isabel-F. disse...

Viva menina Laurentina,

Beijão

A.S. disse...

A tua arte combina na perfeição com Amália!!!

Um beijo!

Isabel-F. disse...

A.S.,

Obrigada ... e
beijinhos para ti

antónio paiva disse...

...........




Beijinhos e noite serena

Lmatta disse...

Gosto muito de Amália
a foto esta o massimo
beijos

Eduardo P.L. disse...

Isabel, que maravilha de ILUSTRAÇÃO desta sua postagem.Sensualidade nos ares do campo!
Amalia Rodrigues, que saudade! Gosto muito de ouvi-la!

MRelvas disse...

Poema e música sempre belos.

Ilustração divinal amiga Isabel.

Bom fim de semana

MR