quarta-feira, outubro 18, 2006

Tempestade ...



O belo é uma manifestação de leis secretas da natureza, que, se não se revelassem a nós por meio do belo, permaneceriam eternamente ocultas
Johann Goethe

Podendo embora ser assustador,

um dia tempestuoso como o de hoje,

tem uma beleza irresistível ...

não acham???

Beijo,

Isabel


17 comentários:

JMC disse...

O tempo está mau, mas o trabalho está bom.

JMC

Miguel disse...

Tanta que deu-te inspiração para este excelente post ...!

Bjks da Matilde

Baby disse...

Acho, Isabel! Na natureza existe sempre algo de belo e em nós a capacidade de o descobrir.
Bjs,
Baby

Águas da Vida disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Águas da Vida disse...

Toda força da natureza tem seu encanto , até mesmo a tempestade, é delicioso ler um livro em dias de tempestades, nao sei por que, mas adoro ler em dias de chuvas.
Excelente trabalho de arte querida Isabel e obrigada sempre pelas suas visitas carinhosas.
Big Kiss

Ps: Eu que eliminei o comentario anterior porque tinha saido errado resolvi escrever de novo.

Cristina disse...

Aqui também está um temporal! Adorei as cores do fundo, e do movimento :)
Excelente, como sempre!
beijinhu

wind disse...

Belíssio trabalho!:)
Quanto à pergunta acho que sim.
beijos

Jotabê disse...

...em especial quando estamos aconchegados no quentinho e na protecção do lar. Agora para aqueles sem abrigo ou com casas muito degradadas, a beleza duma tempestade está longe de se apresentar contemplativa a pontos de se tornar irresistível.

Bj

mfc disse...

São dias que convidam à reflexão.
A imagem é ilustrativa da sensualidade a que estes dias também são propícios.

Anónimo disse...

Bem bonito.

peciscas disse...

A beleza está, no fundo, nos olhos dos que a contemplam...

chuvamiuda disse...

......tempestuosamente delicioso.........


Beijinhos

Era uma vez um Girassol disse...

Tempestade explosiva, diria!!!
Bonito, sensual, enérgico!
Bjinhos

Alexandre disse...

Belo ou não belo, tudo depende dos pontos de vista e da nossa disposição. Para um agricultor a chuva é milagre, mas para um citadino é uma chatice. A noite passada dei por mim às 4 da manhã de nariz quase colado à janela a ouvir a trovoada e a ver chover: e k trovoada, nunca vi nada assim, ribombava ensurdecedoramente e dp silêncio durante mts minutos, para repetir ao fim de algum tempo. Não sei se repararam, se estavam acordados, não se deu para aproximação nem pelo afastamento, foi fantasmagórico... mas bonito!
Beijinhos!

Cristina disse...

não deixam de ter a sua beleza. as primeiras chuvas têm um encanto especial..

beijinhos

Hilda disse...

Isabel, a tua "Tempestade" é bela mesmo, já a tempestade da natureza... passo muito bem sem ela, tenho medo dessa força da natureza... beijocas.

Águas da Vida disse...

Explendido trabalho.
Um excelente final de semana querida Isabel.
Big Kiss