sexta-feira, agosto 25, 2006

Quando danço ....

(liguem o som p.f.)


Quando danço o meu corpo não é meu

Quando danço, viajo por mundos intocáveis

Quando danço, o meu corpo solta-se do pensamento

E atinge o cosmos, à velocidade da luz

Quando danço, a música está em mim

Quando danço, sou eu

Quando danço, as cores misturam-se

Num arco-íris com mais a minha cor

Quando danço, sinto a alegria de tocar o Céu

Quando danço, a Felicidade invade o meu coração

Quando danço, simplesmente me deixo voar

Quando danço sei quem sou

Quando danço, sei que nem sempre

Os pés no chão são a melhor solução

Quando danço, a vida vive

Quando danço, eu vivo

Poema da autoria de Delfim Peixoto, do Barco das Palavras,

a quem dedico este Post.

... espero que tenham gostado e....

como hoje é novamente 6ª feira,

desejo-vos um lindo fim de semana.

Beijos,

Isabel

21 comentários:

Baby disse...

Linda e oportuna a selecção deste poema.

A dança envolve...
A dança dá-nos liberdade...
A dança faz sonhar...

Bom fim de semana, Isabel

Moiro

Miguel disse...

Isabel,
Hoje esmeraste!

Adorei o poema!

Dança e musica!
São sinais de alegria!

Por isso ...

BOM FDS!

Bjks da Matilde

Patrícia Posse disse...

A dança é apenas a expressão do modo como deixamos k a música nos toque a alma ;)

bom fds***

Daniele disse...

Isabel,
Como sempre você nos deleitando com a sua arte !
Parabéns,
Tenha um excelente fim de semana.
Beijos,
Daniele

wind disse...

Magnífico trabalho! Está lindíssimo:)
Muito adequado ao poema. Parabéns!
beijos

Delfim Peixoto disse...

Obrigado Isabel. Fiquei muito honrado com a tua interpretação e sinceramente acho que ficou, como sempre, genial.
Um grande beijo doce e bom fds

Águas da Vida disse...

Lindíssimo esse poema querida Isabel, a dança exorciza a alma!
Uma excelente sexta-feira para ti.
Big Kiss

Lumife disse...

Lendo o poema via a beleza da dança interpretada pela imagem que colocaste. Belo trabalho.

Bom fim de semana

Hilda disse...

A imagem e o poema de Delfim Peixoto...uma casamento perfeito!

Parabéns e obrigada, Isabel e Delfim pelas belezas que nos ofereceram.

Cristina disse...

obrigada,

lindo o poema! um beijinho

Baby disse...

Quando danço...
Não sou eu!
Sou música, sentimento,
Sou apenas vida em movimento...

Baby

Cristina disse...

Já tinha visto o poema, e agora com a tua arte ainda ficou mais original, parabéns pela tua imaginação...
Tem um óptimo fim de semana
beijinhu :)

Marco Ferreira disse...

Muito lindo, e dançar faz bem ao corpo e à alma.

Bom fim de semana

marinheiroaguadoce a navegar

A.J.Faria disse...

A dança eventualmente poderá ser tudo isso...assim como poderá não ser.
Tudo é relativo na vida!
Bjs

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Este post é lindo :)
Passei por aki e aproveito para te desejar um bom domingo.
Bjx

Era uma vez um Girassol disse...

Cheio de cor e movimento este trabalho...Muito bonito o poema, casam bem!
Bjs

vida de vidro disse...

Um belo poema, sublinhado pela música e a tua arte que hoje conheço e me cativou profundamente. Voltarei.**

Clitie disse...

O Delfim tem textos muito bonitos e juntamente com as tuas imagens fazem um belissímos quadro.

Beijinhos

Gazeta dos Blogueiros disse...

A gazeta dos blogueiros vem convidar para que leia a coluna na segunda feira dia 28/08, de Daniele Vasques em que o tema será o Movimento Modernista.
Equipe GB.
www.blogueiros.com

Kalinka disse...

OLÁ ISABEL

escreves sobre dança e eu sinto-a no corpo, na alma...
a dança é envolvente, dá-nos liberdade e, sinto-me a sonhar cada vez que danço, por isso, muitas vezes danço de olhos fechados, deixo-me levar pela musica.

Voltei de 7 dias por aí, cá dentro de Portugal, caso queiras saber novidades que trago, visita-me.

Beijokas.

VAL disse...

oi amiga amei o poema lindo de +.acho que todos gostamos das sexras feiras n�o �???namorar � bom de + quanro + estando casados n�o podemos jamais deixar chegar na monotonia portanto namoramos muito rsrsrs.mil bjs adoro sua visita um otimo final de domingo.