segunda-feira, setembro 12, 2005

Grades......


O mais livre de todos os homens é aquele que consegue ser livre na própria escravidão

François Fénelon

32 comentários:

Nilton disse...

Gostei desse post, ser livre é saber enfrentar a escravidão do dia a dia...É por aí hehe. Tenha uma ótima semana. Beijos.

smartins disse...

Sem dar por isso cada um de nós torna-se escravo do dia-a-dia. A rotina compra-nos e nós vamos junto. Bem visto e melhor retratado.

mfc disse...

Grande verdade e uma boa tradução na imagem.
Quanto à foto do Pé, claro que a podes usar à vontade e com todo o gosto.
Um abraço.

Armando S. Sousa disse...

Só não se é livre, quando o opressor toma conta da mente do oprimido, porque aí, não é preciso barreiras fisicas, para se ser agrilhoado.
O trabalho tem tudo a ver com a frase.
Um abraço.

wind disse...

Post muito bom! beijos

Julio disse...

Isabel, obrigado pelas belas palavras deixadas no meu blog... me emocionou... Enquanto a seu poste achei interessante, poque me sinto, e acredito que outras pessoas também, preso e meio que sufocado pela vida cotidiana, pelo serviço, familia, a opinião das outras pessoas, os afazeres do dia a dia, parece uma repetição e precisamos ser fortes para ser livres nesse mundo... Um grande abraço e até mais...

Dilbert disse...

Bem verdade... e a história tem uma mão cheia deles... admiro-os imenso. A ilustração, como sempre, é divinal... jinhos

sonhos sonhados disse...

kerida Isa

parabéns pelo trabalho de hoje
e
pelo anterior,
que não pude comentar.

o poema que vou escrever
hoje...
vai chamar-se "grades".

devo-o a ti
pela inspiração que a tua obra
me ofereceu.

por essa razão
entende-o
como um fruto da tua árvore
e
uma lembrança
para a minha amiga Isa.

beijux létinha.

heloisa disse...

AQUI estou, *ISABEL*!
E... por favor, nao se sinta "defraudada"!_E', exactamente, para nao "defraudar" MEUS AMIGOS E Leitores, com repeticoes de textos e falta de qualidade, dos mesmos, que vou parar um pouco_Revigorar-me_, se e' que isso seja possivel!...
Porem, CREIA que nao esqueco o SEU CARINHO E ATENCAO!_NEM O SEU, NEM DE NENHUM DAQUELES QUE ME HONRAM COM SUA PRESENCA E AMIZADE!!!!!!!!
_OBRIGADA ISABEL_!
_Gostaria de convida'-LA para conhecer meu pequeno espaco no Multiply!_Irei enviar-LHE o convite, via e-mail!
FIQUE EM HARMONIA E... CRIANDO BELEZA E...MAIS BELEZA!!!!!!!!
Com Amizade,
Heloisa B.P.
****************

Cristina disse...

impossível fugir às grades da actividade diaria. mas são sempre possiveis momentos de liberdade.
a pior prisão é a que está dentro de nós :)

Lina disse...

Ai, que eu hoje é que me sinto escrava, tenho uma serãozada e pêras para fazer, ainda assim sou livre :)))

Essa imagem está magnifica!

beijokas

romero disse...

La esencia de cada ser humano nace en el alma..la inmortaliza la vida, en su liberdad.
besos

Nina disse...

Isabel cada dia k passa vir aki é uma surpresa...cada kual mais bonita...parabéns pela tua arte :)

Beijinhooo

Carlos Barros disse...

livre...muito livre

Mocho Falante disse...

olha apenas posso dizer isto:
Ninguém é mais escravo do que aquele que se considera livre sem o ser.
(Goethe)

Beijocas

Buddha Breezer disse...

Espero a tua vinda,
a a tua vinda,
em dia de lua cheia.
debruço-me sobre a noite
inventando crescentes e luares.
Espero o momento da chegada
com o cansaço e o ardor de todas as chegadas.
Rasgarás nuvens, estradas,
abrindo clareiras
nas sebes e nas ciladas.
Saltarás por cima de mares,
de planícies e relevos
- ânsia alada
no meu desejo imaginada
Mas
enquanto deixo a janela aberta
para entrares
o mar
aí além,
lambe-me os braços hirtos, braços verdes
algas de sonho
- e desenha ironias na areia molhada (Fernando Namora)

Esta é a liberdade que sinto mais forte cada vez que leio este poema

Pode não ter a ver com o teu post, mas apeteceu-me pratilhar contigo pois foi o que senti quando o vi

Cristina disse...

Olá Isabel,
Fico sem palavras cada vez que aqui venho, pois a cada dia que se passa, colocas, ilustras coisas mais lindas que as anteriores...
Que trabalhão tu levas, gostaria de ter a tua paciência :)
beijinhu
P.s.
Recebeste o meu email? :)

batista filho disse...

Libertarmo-nos dos grilhões do egoísmo, do preconceito racial, do desamor...

Foi também nisso que pensei ao ver o teu belo trabalho, amiga. Um abraço fraterno.

zezinho disse...

Uma meia-verdade, Isabel.
Ainda assim, um pensamento fortissimo.
Uma boa semana para ti e muitos beijinhos

Henrique A.C.Santos disse...

Bela imagem duma realidade de muitos de nós, com grades feitas no imaginário, pelas dificuldades do dia a dia, criadas por uma sociedade fria, desumana, cruel e sem rosto...
Bjinhos Ricky

Andrea Motta disse...

Isa,
Este post está fantástico!!
a imagem é perfeita, linda demais.
Bom dia a você,
Beijos.

adesenhar disse...

este ensaio está muito bom
mas
podias fazer outra imagem " sem grades " e libertavas a garota :)
sou sensível à falta de liberdade :)

bjs

:))

mfc disse...

Humm... hoje é dia de folga?!

Menina_marota disse...

Pois é...se soubesses como compreendo essas palavras!

Jinhos :)

Isabel-F. disse...

Olá a Todos que aqui vieram comentar este Post...
o meu, como sempre, OBRIGADA GRANDE...

pois... tirei uma folgazita...amanhã volto como habitualmente...estou com as minhas visitas atrasadas...vou pôr tudo em dia amanhã...

Beijos de boa noite
Isabel

A.J.Faria disse...

Olá Isabel Filipe!
Excelente post. Todos temos as nossas prisões, que infelizmente vão sendo alimentadas com o nosso modo de viver.
O importante é ter a coragem de as identificar, alterar comportamentos, e a seguir criar espaços verdadeiros de liberdade.
Beijinho,
António

Lumife disse...

Magnífico "post" onde retratas fielmente as grades físicas que encerram o Homem. O espírito esse não há grades que o prendam.

Bjs.

Amigo de Alex disse...

Que belo acto de liberdade, apesar de Grades baptizado...
Bj

Cristina disse...

Olá Isabel,
Passei para te dizer que vi o li o teu comentário acerca do meu email para ti e que compreendo, não devias de ter visto de quem era :)
mas não tem importância...Apenas queria te pedir autorização para usar uma das tuas artes no meu blog para condizer com um poema que tenho..Se não te importares é claro
:)
beijinhu

Isabel-F. disse...

Oi Nita...

Bom dia...

Estás à vontade para o fazer.

Bjs

Bárbara Vale-Frias disse...

Querida Isabel, não sei onde consegues ir buscar tanta inspiração para estes teus trabalhos tão bons. Cada vez gosto mais deles :) Parabéns :)

Luh disse...

"O mais livre de todos os homens é aquele que consegue ser livre na própria escravidão".

Não queria ser escrava.